Greenport, uma charmosa vila de pescadores pertinho de NY

Uma vila cheia de charme, situada no final da ilha de Long Island, distante cerca de 2 horas e meia de Manhattan, vale muito a visita para quem está de férias em Nova York.

*texto e fotos de Ana Paula Garrido

Uma
Uma vila cheia de charme – foto Ana Paula Garrido

Greenport parece um daqueles lindos cenários de filmes românticos americanos, cercado pelo mar, um centrinho pequeno com casas centenárias, lojinhas, galerias de arte, cafés, sorveteria, museus, excelentes restaurantes e ótimas opções de hospedagem.

Cenários de filme em Greenport – foto Ana Paula Garrido

Como se não bastasse, no seu entorno, faróis históricos que podem ser visitados de barco, praias e parques para quem ama apreciar a natureza, vinícolas premiadas, museus que contam a história da colonização, fazendas de ostras, flores e produtos orgânicos e uma infinidade de atrações. Impossível não se apaixonar!

Vinhedos, fazendas e praias em Greenport – foto Ana Paula Garrido

Um pouco de história 

Em meados de 1600, colonos vindos do estado de Conencticut cruzaram a baía de Long Island em direção ao estado de Nova York. Entre 1795 e 1858, Greenport se tornou um importante porto de pesca de baleias e área industrial da construção naval. Em meados de 1800, a indústria de pesca empregou milhares de pessoas e com a chegada dos trilhos de trem em 1844, a região teve um movimento expressivo na economia com o escoamento dos produtos  para os grandes mercados.

Uma vila cheia de história – foto Ana Paula Garrido

Na primeira metade do século 20, Greenport era um dos grandes centros de produção de ostras e pouco a pouco foi se tornando um destino turistico, atraindo a atenção dos viajantes e tornando-se um dos lugares mais charmosos para férias nos Estados Unidos.

Mitchell Park

Com localização privilegiada e no centrinho da cidade, o parque é um convite à contemplação, com banquinhos e mesas de piquenique em frente ao calçadão à beira-mar.

Um parque simpático no meio da vila – foto AP Garrido

No meio do gramado há um centenário carrosel daqueles que vemos em filmes, e no fim do parque uma vibrante marina, onde iates e lanchas cheios de grupos animados, atravessam de Connecticut à NY e param nos concorridos bares. Durante o verão, o parque  é palco para populares shows e eventos. Já no inverno, o espaço se transforma em pista de patinação no gelo.

o antigo carrossel dá um charme para o parque - foto Ana Paula Garrido
O antigo carrossel dá mais charme ao parque – foto Ana Paula Garrido

Gastronomia Farm to Table

Com tantas  fazendas e vinhedos na região, muitos restaurantes oferecem produtos frescos e orgânicos nos cardápios. São dezenas de opções pelo centrinho da vila ou à beira-mar e outros tantos nos arredores.  

Muitas opções de restaurantes pela região – foto Ana Paula Garrido

Onde comer e beber  

O Claudio´s é o restaurante mais badalado desde 1840! Com mais de uma casa na cidade, o restaurante que fica no píer é o mais procurado.

As lanchas em volta do Claudio´s – foto Ana Paula Garrido

Além da localização privilegiada, nos finais de semana, a animação fica por conta do vai e vem de enormes lanchas que circulam por lá, trazendo gente jovem para curtir as ótimas bandas que tocam no local entre a primavera e o verão.

A animação no píer com o vai e vem das lanchas – foto Ana Paula Garrido

Para quem não abre mão de sentar num lugar bacana e com vista, outras boas opções são o Port Waterfront Bar and Grill e o Anker.

Muitos restaurantes com vista para o mar – foto Ana Paula Garrido

Já para os amantes de ostras, vale uma parada no Bait Tackle, com aquela vibe de bar de praia.  

Mais no centrinho e perfeito para um happy hour, o charmoso Hotel American Beech tem uma área externa com ótimas opções de restaurantes, onde você pode começar com uns drinks e ostras no moderno Black Llama

Restaurante Black Llama – foto Ana Paula Garrido

e finalizar com pratos mais elaborados do restaurante que leva o mesmo nome do hotel.

Para quem busca uma opção mais popular no mesmo local, a Pizzeria 1943, oferece ótimas pizzas.

Uma graça de lugar com várias opções de restaurantes – foto Ana Paula Garrido
Boas opções de restaurantes em local charmoso - foto Ana Paula Garrido

Sempre lotado e com cores que chamam a atenção, o Lucharitos é uma boa pedida para quem curte a culinária mexicana.

O concorrido Lucharitos - foto Ana Paula Garrido
O mexicano Lucharitos sempre concorrido – foto Ana Paula Garrido

Já o Noah´s é o lugar certo para quem busca uma mesinha na calçada para apreciar a culinária farm to table e o movimento das ruas. 

O refinado Noah’s com mesas na calçada – foto Ana Paula Garrido

Um pouco mais afastado do centrinho, o Porto Bello é um restaurante italiano numa bela Marina. Todas as quintas, o jantar é acompanhado por músicas ao piano.

O Porto Bello na agradável Marina – foto Ana Paula Garrido

 Long Island tem excelentes opções de cervejarias e se você é fã de cervejas artesanais, não deixe de conhecer o Greenport Harbor Brewing Company que oferece um menu degustação para você apreciar diferentes opções de cervejas.

Cerveja artesanal em Greenport – foto Ana Paula Garrido

As charmosas lojinhas

Muitas lojas na vila- foto Ana Paula Garrido

Com muitas lojinhas interessantes pela vila, vale reservar um tempo para circular pelo centrinho e conhecer cada uma delas.

Um charme essa loja de roupas e objetos de decoração – foto Ana Paula Garrido

Garanta momentos de pura nostalgia garimpando na Times Vintages, com centenas de antigos objetos de decoração, roupas, discos de vinil, baús, e até mesmo um provador em forma de flor.

Loja vintage e super divertida – foto Ana Paula Garrido

Outra loja que merece a visita é a Sweet Indulgences, com um jardim coloridíssimo, gostosuras e lindas lembranças.

O colorido jardim da Sweet Indulgences- foto Ana Paula Garrido

Festival das Cerejeiras 

A primavera é uma ótima época para conhecer Greenport – foto Ana Paula Garrido

Uma época ótima para visitar Greenport é agora na primavera, quando a cidade realiza o Festival das Cerejeiras. Organizado pelo AgroCouncil, o evento envolve a participação das principais lojas, bares e restaurantes da cidade. A ideia é pegar um mapa no Greenporter Hotel e caminhar pelas ruas onde o evento acontece.

Você terá algumas surpresas como drinks, comidas, produtos e descontos oferecidos pelos estabelecimentos participantes, além de claro, apreciar a beleza da floração das cerejeiras pela cidade.

Um pouco de história

Com tantos anos de história, passeando pela cidade você se depara com interessantes atrações que ficaram preservadas e que merecem a visita. Não deixe de conhecer a Greenport jail, a antiga prisão da vila construída em 1917.Com construção de cimento e a prova de fogo, a prisão tinha 3 celas, para abrigar até 2 homens e uma mulher. Hoje funciona como um museu da polícia.

A antiga prisão – foto Ana Paula Garrido

Outra atração, a antiga casa da escola, dá uma ideia de como eram as escolas americanas de séculos atrás. Localizado do Mitchell Park, outra atração que merece a visita é a casa do ferreiro, onde o visitante poderá ver na prática como esse interessante e antigo trabalho era feito.

Neste local você pode ver como é na prática o trabalho de um ferreiro – foto Ana Paula Garrido

O museu Greenport Railroad também preserva a história da ferrovia de Long Island, uma das poucas estações originais da ilha, construída antes de 1900, que teve destacado papel para o desenvolvimento da economia de Nova York ao longo dos séculos.

Atrações pelo caminho

Greenport cercado de beleza por todos os lados – fotos Ana Paula Garrido

No caminho para Greenport, inúmeras atrações merecem a parada e garantem muita diversão na viagem.

Fazendas de abóboras, frutas, legumes, flores e ostras pelo caminho – foto AP Garrido

Lindos campos de lavanda, fazenda de ostras, stands com frutas, verduras, flores e tortas na beira da estrada, além de vinícolas premiadas, deixam o passeio ainda mais interessante.

Muitos vinhedos pelo caminho – foto Ana Paula Garrido

Conheça uma fazenda de ostras

Um passeio fantástico em Southhold, minutos antes de chegar à Greenport é conhecer a Founders Oyster Farm. Você tem ideia de como é uma fazenda de ostras? 

Fazenda de ostras no caminho de Greenport – foto Ana Paula Garrido

Steven Schnee, proprietário da fazenda, irá pessoalmente lhe mostrar o passo a passo da criação. Você aprenderá como cultivar ostras frescas, passeando numa lancha para conhecer a região, podendo visitar alguns desses lindos locais: Peconic Bay, Shelter Island, Sunset Beach, Bug Light e Sag Harbor.

O simpático casal Schnee nos levando para um passeio de lancha entre as fazendas de ostras em Peconic Bay – foto Ana Paula Garrido

O passeio inclui bebidas não alcoólicas e snacks, mas você também poderá levar outras comidas e bebidas se quiser. No final, ainda degustará as deliciosas ostras acompanhadas de espumante local, com direito ao pôr do sol no fim da tarde.

Degustação de ostras na lancha acompanhada de espumante dos vinhedos da região – foto Ana Paula Garrido

No próximo verão americano, o passeio poderá ficar ainda mais interessante, com a nova aquisição de Schnee. Apaixonado por barcos, ele promete elevar o passeio a outro patamar, numa clássica embarcação de madeira dos anos 30. Aguardem!

Um passeio para até 6 pessoas – foto Ana Paula Garrido

A capacidade do barco é para 6 passageiros. O passeio de 2 horas custa US$ 775,00+ taxas. Se você quiser um passeio mais longo, o de 4 horas custa USD$1.475,00. Para uma experiência ainda mais rústica tem o tour de 1 hora no barco pesqueiro, usado para capturar as ostras, ao preço de US$75,00 por pessoa, com direito a camisa e faca de ostras, para você ter uma experiencia completa sobre a criação dos moluscos.

O barco pesqueiro do Founders Oysters para aprender tudo sobre fazendas de ostras – foto Ana Paula Garrido

VINHEDOS

Long Island tem ótimas cervejarias e premiados vinhedos, inúmeros deles no caminho de Greenport.

A moderna Kontakosta – foto Ana Paula Garrido

KONTAKOSTA é um vinhedo muito interessante, moderno e com um gramadão com vista para o mar.

Degustar um vinho na vinícola com essa vista espetacular não tem preço – foto Ana Paula Garrido

A sugestão é comprar uma garrafa de vinho, estender uma toalha de piquenique na sombra de uma árvore e aproveitar a vista maravilhosa do vinhedo, degustando o vinho acompanhado de queijos e frios.

o interior da Kontakosta - foto Ana Paula Garrido
O interior da vinícola Kontakosta – foto Ana Paula Garrido

Rafhael é uma tradicional vinícola que preserva a história centenária da família como produtores de vinho.

O salão da vinícola Raphael – foto Ana Paula Garrido

Produzidos de forma sustentável, os elegantes vinhos podem ser degustados no enorme casarão em estilo Mediterrâneo, ou em umas das mesas da varanda com vista para os vinhedos.

A varanda do Raphael com vista para os vinhedos – foto Ana Paula Garrido

Não deixe de fazer um tour para conhecer todo o processo de fabricação dos vinhos.

É possivel fazer um tour na Raphael para conhecer o processo de fabricação dos vinhos – foto Ana Paula Garrido

Com o charme da França, o vinhedo Croteaux oferece uma experiência diferenciada nos jardins da propriedade.

Croteaux, uma das mais charmosas vinícolas de NY - foto Ana Paula Garrido
Croteaux, uma charmosas vinícolas de NY – foto Ana Paula Garrido

“We make rosé and only rose”, é assim, cheia de orgulho que a Croteaux se apresenta. Sabe o que mais ? Ela é a única vinícola dedicada exclusivamente a produzir esse tipo de vinho nos Estados Unidos.

“They make rosé and only rosé “- foto Ana Paula Garrido

A combinação entre as uvas do sul da França e as terras férteis perto do mar da região do North Fork,em Long Island, deu muito certo!

Para completar, além dos ótimos vinhos, o jardim é um convite para passar muitas horas, a decoração é cheia de charme o design das garrafas também é lindo!

O vinhedo Croteaux é uma parada obrigatória!

Se seu paladar pede espumantes, que tal umas borbulhas ao som de Bossa Nova? Uma surpresa no meio do caminho, o Sparkling Pointe, como o nome já sugere, é especializado em espumantes.

Õtimos espumantes ao som de Bossa Nova – foto Ana Paula Garrido

Os donos são apaixonados pelo Brasil e colecionam adereços de escola de samba, de todos os carnavais passados no Rio de Janeiro e prestam uma homenagem ao país, com decoração de quadros de baianas e adereços carnavalescos, TVs que transmitem imagens das escolas de samba e músicas sempre brasileiras.

 Campos de Lavanda

Parece um sonho perfumado a Lavender By the Bay

Se você é fã de lavanda, não deixe de conhecer o Lavender by the Bay em East Marion, especialmente no verão quando o perfume de lavanda está no ar. Passear pelos lindos campos de lavanda, tirar fotos entre as flores e comprar algumas lembrancinhas é um programa imperdível.

Faróis e barcos

Numa vila à beira-mar não faltam opções de entretimento para curtir um dia de sol na água. É possível fazer passeios de barco para conhecer os lindos faróis que existem na região entre NY e Connecticut, para aprender sobre histórias náuticas e ver de perto os faróis, alguns deles com fama de assombrados.

Uma infinidade de passeios de barco pela região – foto Ana Paula Garrido

Outros passeios são oferecidos para pescadores profissionais em excursões de pesca com equipamentos de última geração. Para quem busca passeios mais relaxados, lanchas e barcos a vela também são ótimas opções oferecidas no destino.

Onde se hospedar

Existem muitas opções de hospedagem para todos os bolsos na vila e no entorno dela. Se você é um viajante preocupado com o turismo sustentável, o The Greenporter Hotel, além da localização privilegiada, no centro da cidade e próximo à estação de trem, perfeito para quem vem de Nova York sem carro, oferece algumas iniciativas que merecem destaques.

Todos os quartos são para não fumantes, eles usam produtos de limpeza orgânicos, excelentes para as pessoas alérgicas, as camas são forradas com lençóis 100% de algodão, com travesseiros e cobertas que não contêm penas de animais e pisos e carpetes de materiais reciclados.São 30 espaçosos quartos com decoração minimalista, confortáveis camas e ótimos banheiros.

Uma piscina para se refrescar e nadar – foto Ana Paula Garrido

Uma piscina com raia, para quem curte dar umas braçadas, estacionamento gratuito e disponibilidade de revistas e jornais locais. O Café da manhã continental é servido diariamente durante a primavera e o verão e nos finais de semana durante o resto do ano. Concierge, entrega de vinhos e cervejas locais que podem ser servidos no apartamento, transporte para aeroporto e até aluguel de carro são alguns dos bons serviços oferecidos pelo hotel.

O pôr do sol no mar – foto Ana Paula Garrido

 Também é possível conseguir alguns passes para estacionar o carro na praia. Saiba que assistir ao pôr do sol no mar, acompanhado de um bom vinho local é um programa imperdível para fazer em Greenport.

Deborah Pittorino, a simpática proprietária do Greenporter, também é uma grande Chef. Além da hospedagem é possível marcar uma cooking class, onde ela oferece aulas usando produtos orgânicos e locais, além de ingredientes retirados do próprio jardim, com receitas exclusivas e preciosas dicas para não desperdiçar os alimentos. Deborah também oferece passeios personalizados para fazer sua estadia ainda mais diferenciada.

Para quem busca opções de hospedagem de charme confira os hotéis: Sound View, The Menhaden, American Beech, etc.

Greenport é o destino de verão animado e cheio de atrações para quem tem uns dias a mais para uma escapada romântica, partindo de Nova York ou até mesmo de Boston. Venha se transportar no tempo para uma região que ainda guarda o charme e a história de uma pequena vila de pescadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.