Louisiana – um guia completo para uma viagem inesquecível

*matéria e fotos por Ana Paula Garrido

Um destino surpreendente, cheio de atrações especiais, um caldeirão cultural herdado de diferentes países, culinária autêntica, estilos musicais maravilhosos e um povo festeiro e acolhedor. Esses são alguns motivos para você conhecer a Louisiana na sua próxima viagem aos Estados Unidos.

O charmoso French Quarter – foto AP Garrido

 New Orleans

Fundada em 1718 pelos franceses, esteve sob o domínio dos espanhóis em 1788 até ser incorporada ao território americano em 1803. Para colocar mais tempero nesse caldeirão cultural, também desembarcaram por lá africanos, italianos e caribenhos e essa rica combinação, tornou o destino único e completamente diferente de qualquer outro lugar no país.

Arquitetura de Nola – foto Ana Paula Garrido

French Quarter

A cidade é cheia de atrações imperdíveis e muitas delas estão concentradas no French Quarter, por onde você deve começar o seu passeio.

O French Quarter - foto AP Garrido
As ruas do French Quarter – foto Ana Paula Garrido

Também conhecido como o coração da cidade, o histórico bairro francês é cheio de charme, com elegantes e preservadas construções com terraços e iluminação de candeeiros. É lá também que fica a Bourbon Street, a mais famosa e badalada rua da cidade!

A animada Bourbon St em New Orleans – foto AP Garrido

 Vale se perder pelas esquinas, para visitar lojinhas curiosas como a Boutique do Vampiro, galerias de artes como a do artista Rodrigue, famoso pelo personagem Blue Dog, com obras por toda a cidade,

A curiosa Boutique do Vampiro – foto AP Garrido

restaurantes e bares como o do lindo hotel Monteleone, o Carousel Bar & Lounge que é um carrossel que roda de verdade.

O Bar que é um Carrossel - foto AP Garrido
O bar que é um Carrossel de verdade que roda pelo salão – foto Ana Paula Garrido

Jackson Square

Um dos lados da Jackson Square – foto Ana Paula Garrido

Continue o passeio pela linda Jackson Square, a famosa praça que é um dos maiores cartões postais da cidade, cercada de monumentos e prédios históricos do século XVII.

Artistas na Praça - foto Ana Paula Garrido
Artistas, musicos, tarólogos e videntes dividem espaço na praça – foto Ana Paula Garrido

Lá muitos artistas expõem seus quadros, profissionais oferecem leitura de carta de tarô e sempre tem uma banda de jazz tocando ótimas músicas.

De um lado da praça, fica a Saint Louis, a mais antiga Catedral Católica em funcionamento nos Estados Unidos.

A Catedral de St Louis – foto Ana Paula Garrido

Do outro lado, charretes com lindos cavalos esperam por turistas, em frente ao mirante com vista para o rio, onde é possível fazer as melhores selfies na praça.     

A vista do mirante para a praça – foto Ana Paula Garrido

French Market

Lojinhas no French Market - foto AP Garrido
Lojas no French Market – foto AP Garrido

Siga em direção ao French Market, o mais antigo mercado da cidade, fundado em 1791.

Máscaras do Mardi Gras – foto Ana Paula Garrido

O local é cercado de lojinhas interessantes e tem uma feira de artesanato que vende colares e lindas máscaras do Mardi Gras (o carnaval da Louisiana), bonecos de vodu, souvenirs, etc.

Artigos do Mardi Gras – foto AP Garrido

Ali também há inúmeras barraquinhas para quem quer conhecer um pouco mais da culinária típica, como os tradicionais sanduíches Po-Boys, feitos de carne ou mariscos e até mesmo experimentar um churrasquinho de jacaré! 

Espetinho de jacaré – foto Ana Paula Garrido

Típicas embarcações no Rio Mississippi    

Passeio em típica embarcação
Passeio em típica embarcação – foto AP Garrido

Perto do French Quarter, caminhando nas margens do rio em direção ao shopping Riverwalk, uma atração interessante, apesar de bem turística, é fazer um passeio em uma típica embarcação a vapor no Rio Mississippi, que oferece no cair da tarde um jantar com jazz.

Buffet durante o passeio - foto AP Garrido
Serviço de buffet com comidas típicas na embarcação – foto Ana Paula Garrido

São duas horas de passeio onde está incluído um buffet de comidas típicas e um show maravilhoso de jazz no final da tarde.

Agradável passeio no fim da tarde- foto AP Garrido
Depois do jantar, show de Jazz – foto Ana Paula Garrido

Um programa gostoso para apreciar a música, curtir o sunset e ver a cidade de outro ângulo.      

A paisagem no fim do dia – foto Ana Paula Garrido

Garden District

Casarões e ruas arborizadas no Garden District – foto AP Garrido

Saindo um pouco do French Quarter, vale explorar a cidade para descobrir que NOLA oferece muitas atrações em outros bairros como o charmoso Garden District. Muito arborizado, com lindos carvalhos e imponentes mansões como as da atriz Sandra Bullock, e a que serviu de cenário para o filme “O Curioso caso de Benjamin Button”, com Brad Pitt como ator principal.

A imponência das mansões no Garden District – foto Ana Paula Garrido

Uma das ruas mais interessantes é a Magazine Street, com lojas de decoração, galerias de arte, cafés e restaurantes badalados.

Uma das lojas na Magazine Street – foto Ana Paula Garrido

O Garden District também abriga o famoso cemitério Lafayette, que recebe inúmeros turistas atraídos pelas histórias de fanstasmas e os túmulos do século XIX que são diferentes dos cemitérios gramados e sem túmulos que existem no país.

O cemitério do bairro – foto Ana Paula Garrido

 

New Orleans City Park  

New Orleans City Park – foto Ana Paula Garrido

Um dos mais antigos parques dos Estados Unidos, frequentado pelos moradores desde 1854, oferece inúmeras atrações em 1.300 acres de área verde.

Um óasis na cidade - foto Ana Paula Garrido

Para as crianças, o Carousel Garden, oferece além do antigo carrossel, 15 diferentes brinquedos num parque de diversões que faz a alegria dos pequenos.

O famoso Blue Dog no Parque das Esculturas – foto AP Garrido

Campo de golfe, Jardim Botânico, um parque de esculturas, pesca e barcos para alugar e o NOMA, a mais antiga instituição de arte da cidade com relevantes obras de renomados artistas internacionais.

O NOMA no parque
O NOMA no parque – foto AP Garrido

Além de trilhas para caminhadas e bicicletas, vale explorar cada cantinho desse belíssimo parque.

Muitos lugares lindos para explorar no parque – Foto AP Garrido

Para uma pausa, nada melhor do que pegar uma mesa no jardim do famoso Café Du Monde,

Cafe du Monde no parque -foto Ana Paula Garrido

para se deliciar com os beignets e o clássico cafe au lait, carros chefes da casa, que tem nesse parque uma das mais agradáveis filiais.

Pausa para o café – foto Ana Paula Garrido

Museus que não podem ficar de fora da sua viagem

JamNola – um museu imperdível – foto Ana Paula Garrido

Jamnola

Muitas obras criativas – foto Ana Paula Garrido

Um dos museus mais instagramáveis de todos os tempos!

Os coloridos ambientes – foto Ana Paula Garrido

Se tem um espaço moderninho para apreciar a arte, a música e cultura de New Orleans, esse lugar é o Jamnola.

Bom humor e interatividade – foto Ana Paula Garrido

Novinho e descolado, a exposição multimídia apresenta de forma super criativa o trabalho inovador de 20 artistas locais que retratam a alegria,

Divertido e muito colorido

as cores, a comida e a música sob uma ótica muito particular e bem folclórica em 12 diferentes espaços.

Cada ambiente reserva uma surpresa – foto Ana Paula Garrido

Simplesmente apaixonante!

Museu da Segunda Guerra

O museu da guerra – foto Ana Paula Garrido

Saindo um pouco do agito da cidade, um museu que vale muito ser visitado é o National WWII Museum, que conta a triste história da Segunda Guerra Mundial, sob a ótica americana.

O enorme museu – foto Ana Paula Garrido

Ocupando uma imensa área, o museu tem um acervo impressionante, com armas, tanques e até enormes aviões de combate que ficam pendurados no teto.

Os aviões pendurados no teto -foto Ana Paula Garrido

O espaço também oferece exposições interativas, com áudios e vídeos de muitas histórias comoventes, incluindo a de alguns soldados.

Um dos pavilhões do museu – foto Ana Paula Garrido

O museu é uma verdadeira aula de história e mostra como foi a percepção da guerra pela população, a força do trabalho das mulheres ao longo dos anos da batalha e a interessante narrativa e a propaganda da guerra para os americanos.

Uma aula sobre a Guerra - foto Ana Paula Garrido

Em tempos inacreditáveis que estamos vivendo, com essa absurda invasão da Ucrânia pela Rússia, visitar o museu e ter uma imersão sobre os horrores da guerra, torna-se um programa obrigatório para entender que o mundo não deveria nunca mais passar por isso.

Museu do Jazz

A terra do Jazz – foto Ana Paula Garrido

Se o Jazz nasceu em NOLA, claro que você precisa visitar o New Orleans Jazz Museum que celebra e perpetua a história da música que é a cara da cidade.

O museu do Jazz – foto Ana Paula Garrido

Estrategicamente localizado no French Quarter, vale muito conhecer a exibição e os programas oferecidos pelo museu. Também é possível assistir uma das maravilhosas apresentações musicais que acontecem pelos jardins do belo casarão.

Cidade da Música

Conhecida como o berço do Jazz, New Orleans é uma verdadeira cidade da música, com diferentes ritmos que podem ser ouvidos em todas as esquinas: zydeco, gospel, jazz, rhythm & blues etc.

Apresentação de Zydeco – foto Ana Paula Garrido

Para quem ama a música, vale pesquisar a programação anual do destino e programar a viagem para aproveitar um dos famosos festivais de rua como o Mardi Gras, que é o carnaval de NOLA, o New Orleans Jazz Festival, o Zydeco Fest, o Heritage Festival etc.       


A animada Bourbon Street     

 No coração do bairro francês, a mais famosa e boêmia rua de New Orleans ainda é a Bourbon Street. É nela que os turistas se deslocam aos bandos em busca de divertimento. Cercada de bares, music clubs, lojas, inferninhos e restaurantes de todos os lados, há festas, ritmos e diversão garantida para todos os gostos. Há inúmeras pessoas com copos na mão, andando de bar em bar, bebendo e se divertindo, como se fosse um carnaval de rua.       

 

 Como não há cobrança na entrada dos bares, e as portas e janelas estão sempre abertas, dá para escolher da rua o local que mais lhe agrada e aí é só entrar, pedir uns drinks no bar e ficar o tempo que quiser para apreciar ritmos incríveis

 Onde ouvir uma boa música 

Música de primeira em cada esquina – foto Ana Paula Garrido

 Para os amantes de jazz e blues, os bares Fritzel’sBourbon O BarIrvin Mayfield’s Jazz Playhouse no Royal Sonesta Hotel são excelentes opções para curtir a boa música na Bourbon Street.

Situado numa histórica construção de 1831, o Fritzel’s é considerado a meca do jazz para amantes da música, desde 1969.  É também no French Quarter que fica o famoso Preservation Hall, uma verdadeira instituição do Jazz desde 1950.

Jazz na Frenchmen Street – foto AP Garrido

Mas é na Frenchmen Street, rua menos famosa e turística, que vem se tornando o point musical. Sem as luzes chamativas dos neons e sem a loucura de gente da Bourbon, a Frenchmen Street é uma agradável surpresa com clubes e bares que oferecem incríveis shows frequentados principalmente por locais e turistas mais antenados e em busca de boas músicas.

The Spotted Cat na Frenchmen St – foto AP Garrido

Jazz, blues, reggae e um pouco de tudo é o que você vai encontrar quando procura música ao vivo e da melhor qualidade, como a do ótimo The Spotted Cat Music Club.                                                                                                           

Zydeco, um ritmo contagiante

O músico Corey Ledet e sua musica contagiante – foto AP Garrido

Outro estilo musical absurdamente contagiante, o zydeco é uma mistura de ritmos cajun com melodias francesas, toques africanos e caribenhos, tocado com sanfona, acordeon, triângulo e washboard (instrumento que parece uma armadura com tábua de lavar, pendurada no pescoço). Essa música da Louisiana não deixa ninguém parado!

Todos na pista dançandooZydeco – foto Ana Paula Garrido

Se o ditado fala que “quem dança seus males espanta”, dá para desconfiar que esse é o motivo de ter tanta gente leve e alegre nesse destino!                               

Allon Manger!          

Delícias da Louisiana – foto Ana Paula Garrido

Para completar a festa, além de beber e dançar, vamos comer: Allon Manger! É assim, com um delicioso sotaque do dialeto francês cajun, que os locais convidam seus familiares e amigos para se reunir em torno da mesa.

Prato com apresentação impecável -foto Ana Paula Garrido

E como se come bem na Louisiana! Essa mistura cultural também trouxe uma combinação maravilhosa de sabores. A rica gastronomia com influências cajun, creole, francesa, italiana, espanhola, caribenha e mediterrânea é sensacional! 

O famoso Gumbo – foto Ana Paula Garrido

Para entender um pouco mais sobre a culinária típica de Louisiana é preciso saber que a palavra cajun se refere aos colonizadores franceses que vieram do Canadá para a Louisiana e toda a cultura trazida por eles.

Muitos Chefs e Gastronomia fabulosa – foto Ana Paula Garrido

Já a palavra creole se refere aos descendentes dos franceses, espanhóis e africanos nascidos na região. E essas palavras definem bem a culinária riquíssima, fruto dessa mistura cultural. Segundo alguns locais, a dica é ainda mais simples: se os molhos e sopas são a base de tomate, a comida é creole. Já a cajun é considerada a comida caipira, cheia de temperos, além da cebola, do alho e da pimenta.    

Receitas com frutos do mar – foto AP Garrido

Frutos do mar, gumbo, jambalaya, o famoso biscoito praline, o delicioso pudim de pão, os sanduíches po-boys, cestas de lagostins apimentados, até sopa de tartaruga e churrasco de jacaré! São tantos pratos típicos deliciosos que merecem ser experimentados em cada esquina. Então anote essas dicas dos lugares e das comidas que você não pode deixar de experimentar por lá:

Café Du Monde

Açucarados e deliciosos Beignets – foto AP Garrido

Um clássico na cidade, inaugurado em 1862, o Cafe Du Monde até hoje é famoso por servir o café au lait francês acompanhado dos beignets, deliciosos pãezinhos quentes e fritos, cobertos com açúcar de confeiteiro, que muito lembram os “bolinhos de chuva” do Brasil.

Cafe au lait e beignets – foto Ana Paula Garrido

Com algumas casas em pontos estratégicos da cidade, incluindo uma no aeroporto, e outra no Shopping Riverwalk, essa é uma programação obrigatória.

o Café du Monde no parque – foto AP Garrido

O mais tradicional e sempre lotado fica ao lado do French Market, mas se preferir um local mais tranquilo para experimentar essa deliciosa combinação, minha dica é experimentar o agradável Café Du Monde localizado no City Park, o maior e mais lindo parque da cidade.

 A casa azul do Garden District

O Commander´s Palace no Garden District – foto AP Garrido

No elegante bairro do Garden District, onde ficam as lindas mansões de New Orleans, um casarão azul chama atenção de quem passa.  O Commander’s Palace é um restaurante fabuloso e frequentado por ricos e famosos desde 1880. Se a gastronomia é um dos itens importantes da sua viagem, você não pode deixar de conhecer esse tradicional e premiado restaurante e se deliciar com o menu degustação que vai fazer parte dos seus momentos inesquecíveis de viagem!

Brunch com Jazz  

Jazz e Brunch no Jardim – foto AP Garrido

Para unir o que New Orleans tem de melhor, uma ótima programação é fazer uma reserva para o brunch no restaurante The Court of Two Sisters. O buffet é de uma fartura incrível, com pratos que vão desde o típico brunch americano com ovos, bacon e panquecas, passando pelas opções de saladas, frutos do mar frescos, uma variedade de doces, bolos, tortas, pães e biscoitos, além dos pratos quentes que incluem entre outras coisas, uma deliciosa sopa de tartaruga. Para completar, uma apresentação de uma banda de Jazz, no lindo jardim do restaurante, entre árvores, trepadeiras, fontes e flores.

Com vista para a praça

O pato do Tableau - foto Ana Paula Garrido
O maravilhoso pato do restaurante Tableau – foto Ana Paula Garrido

 No final da tarde, uma ótima pedida é tomar um coquetel na varanda do ótimo restaurante Tableau, admirando a bela Jackson Square antes de pedir o jantar. O sofisticado restaurante tem pratos incríveis e o pato, meu Deus! Foi o melhor que já comi em toda minha vida!

Assista, aprenda e coma!

Cooking class na New Orleans School of Cooking

Para quem gosta de se aventurar na cozinha, a dica é reservar um dia para desvendar os segredos dessa interessante culinária em uma das escolas de gastronomia, como a New Orleans School of Cooking. Com muito bom humor e ambiente descontraído, você aprenderá na prática como fazer alguns dos pratos mais tradicionais da cozinha sulista, com direito a degustação acompanhada de algumas taças de vinho. Uma programação gastronômica perfeita! 

Coqueteis e muito mais

Numa cidade festeira como Nola, além da gastronomia fanstástica,  a cidade também é servida de ótimos bares, famosos coquetéis, tours de bebidas e muito mais.

Sazerac House

O detalhe da parede cheia de garrafas de bebida – foto AP Garrido

A  linda Sazerac House,  aberta em 2019 num prédio  histórico,  preserva a cultura e os costumes da cidade. O nome da casa é uma homenagem ao Sarezac, coquetel oficial de New Orleans que ganhou fama em 1850 e é servido até hoje ao redor do mundo.

O primeiro piso do casarão – foto Ana Paula Garrido

O casarão tem uma decoração linda, com destaque para uma gigantesca parede completamente coberta de garrafas que alcanca 3 andares da casa. É possivel aprender sobre o drink, interagir com um “bartender virtual”, conhecer o museu, tomar uns drinks e  comprar bebidas e lembranças na loja.

Tours inusitados         

 Numa cidade tão divertida, não faltam maneiras de conhecer histórias sobre o destino de forma bem criativa. O Tour Drink & Learn é um exemplo deles. Com a engraçada guia e “historiadora de drinks” Beth Pearce, é possível caminhar pelas ruas carregando uma bolsinha com drinks já previamente preparados e assim, na medida em que a guia apresenta algum marco histórico ou um bar famoso, você é convidado a degustar um dos drinks da bolsa, enquanto aprende um pouco mais sobre a história da cidade.

O tour do Learn & Drink - foto Ana Paula Garrido
O Tour Drink & Learn – foto Ana Paula Garrido

Ghost Tour 

Muitas histórias de fantasmas pela cidade – foto AP Garrido

Considerado um dos lugares mais mal-assombrados dos Estados Unidos, o estado da Louisiana coleciona histórias de assombração suficientes para render centenas de filmes de terror e suspense. Especialmente em New Orleans, onde é possível fazer tours por cemitérios, mansões abandonadas e restaurantes para conhecer histórias de fanstasmas. Até mesmo as imobiliárias anunciam as casas que são assombradas! Você teria coragem de se hospedar em uma?

Imobiliária anuncia apartamentos assombrados – foto AP Garrido

Com sorte, é possível até fazer uma foto do fantasma que mora no restaurante Muriel´s, onde diariamente uma mesa é montada com pães e vinhos para que a assombração não perturbe os clientes da casa.  

Atrações incríveis nos arredores de Nola

Plantations da Louisiana – foto AP Garrido


Próximos à New Orleans existem lugares interessantíssimos e ainda desconhecidos para a grande maioria dos brasileiros.

Explorando os pântanos da Louisiana - foto Ana Paula Garrido
Passeios pelos pântanos – foto Ana Paula Garrido

Vale a pena reservar uns dias a mais para conhecer alguns deles. Listo aqui atrações que considero imperdíveis numa viagem a Louisiana:

As belíssimas fazendas

 Um programa que não pode ficar de fora do seu roteiro é conhecer as antigas e preservadas Plantations, as fazendas onde eram cultivadas algodão e o açúcar, as ricas mercadorias que circulavam pelas águas do Rio Mississippi e movimentavam a economia do país.            

Houmas House, uma das mais lindas Plantations – foto AP Garrido

Algumas dessas lindas propriedades que parecem cenários de filme são abertas ao público. É possível almoçar em seus suntuosos salões, se hospedar em um dos cottages na propriedade ou apenas visitar o local para conhecer a história do sul dos Estados Unidos e como viviam as famílias dos Barões do Açúcar e do Algodão.

Um dos quartos da Houmas House – foto Ana Paula Garrido

Simplesmente imperdível!  Localizada entre New Orleans e Baton Rouge, a capital do estado, Houmas House é uma belíssima propriedade que mostra a opulência da era dos Barões de Açúcar nos anos de 1880.

A mansão e os carvalhos centenários – foto Ana Paula Garrido

Outra linda Plantation que vale a visita, Oak Alley tem cenários que parecem saídos do filme “E o Vento Levou”.

Um túnel de carvalhos – foto Ana Paula Garrido

Os gigantescos carvalhos que se abraçam e formam um túnel verde na entrada da propriedade são de uma beleza impressionante! Vale visitar o imponente casarão, passear pelos jardins e conhecer sua história.

O belíssimo casarão da Oak Alley com vista para o túnel de carvalhos – foto Ana Paula Garrido

Com arquitetura totalmente diferentes, em estilo creole, típico da região, outra fazenda que vale o passeio é a Laura Plantation.

O estilo creole da Laura Plantation – foto Ana Paula Garrido

O lindo casarão que manteve a tradição das cores vibrantes em suas portas e paredes, foi palco de histórias de amor e ódio, que são contadas com muita paixão durante a visita e mereciam um lindo filme de romance.

Conheça Lafayette

Como eram as casas antigas em Lafayette – foto AP Garrido

200 km distante de New Orleans, Lafayette, a quarta cidade mais populosa do estado, fundada em 1821 com o nome de Vermilionville, oferece inúmeras atrações. Apesar da aparente tranquilidade de uma cidade interiorana, o destino é cheio de festivais com muita dança, música cajun e zydeco, ótimos restaurantes com culinária autêntica cajun e creole, paisagens incríveis e um povo muito acolhedor e animado. 

Vivencie a história

A reprodução da vila em Vermilion Ville – foto Ana Paula Garrido

Para começar seu passeio e entender como era esse destino na época da colonização, é preciso conhecer Vermilion Ville, uma reprodução da cidade de Lafayette entre os anos de 1700 e 1800. Um lindo vilarejo, com capela, escola e casas, com móveis, objetos e artesanato da época, num espaço de 23 acres com parque com lagos e linda vegetação. No local, ainda há um espaço cultural com restaurantes, escola de culinária, museu e um grande salão de shows com apresentações semanais de músicas cajuns e de zydeco, que costuma ficar lotado por famílias inteiras e pessoas de todas as idades que frequentam os shows e dançam animadamente pelos salões.

Lagostins apimentados no Randol´s – foto AP Garrido

Em Lafayette, não perca a oportunidade para arriscar uns passos no salão e aprender a dançar o zydeco. O Blue Moon é um bar dançante que vale a pena conhecer. Sempre há programações com música ao vivo, como a do ótimo e premido músico Corey Ledet e sua zydeco band. Outra opção dançante é o restaurante Randol´s, onde famílias, incluindo avós e crianças, dançam animadamente, entre rodadas de lagostins e outros mariscos frescos do Golfo do México.  Com tantas opções gastronômicas nessa cidade, vale seguir as dicas dos locais para saber quais são os restaurantes preferidos.

Olde Tyme – um clássico entre os locais – foto Ana Paula Garrido

No Olde Tyme, um pequeno mercado e restaurante, a dica é provar os sanduíches poo-boys. Outra boa dica é fazer um brunch no The French Press e jantar no Blue Dog Café, para uma noite com música ao vivo. O restaurante tem inúmeras obras de arte do famoso artista Rodrigue, conhecido pelas gravuras do Cachorro Azul, que podem ser vistas em vários lugares da Louisiana.

A beleza dos misteriosos pântanos

Os belos e misteriosos pântanos - foto Ana Paula Garrido
Os misteriosos pântanos – foto Ana Paula Garrido

Outra opção de passeio que agrada gente de todas as idades é explorar os lindos e assustadores pântanos da Louisiana. São paisagens maravilhosas com fauna e flora exuberantes, cheias de história e magia, retratadas em muitos filmes Hollywoodianos de suspense.

Os animais dos pântanos – foto Ana Paula Garrido

Nesse passeio é possível avistar e até tocar em enormes jacarés, observar pássaros exóticos, ver cobras e tartarugas procurando um lugarzinho ao sol e aproveitar a natureza em um passeio de barco delicioso. 

Aproveitando o dia de sol – foto Ana Paula Garrido

Mais pimenta no tempero

A fábrica da Tabasco

Você com certeza conhece a famosa pimenta da marca Tabasco, presente em vários lugares do mundo, incluindo o Brasil. O que muitos não sabem é que a empresa nasceu em Louisiana e sua fábrica fica em um local lindíssimo chamado Avery Island.

Degustação de pimenta – foto Ana Paula Garrido

Criada por Edmund McIlhenny logo após a Guerra Civil Americana, a receita da pimenta faz sucesso desde essa época. Reserve 1 dia para conhecer a fábrica e a história da pimenta engarrafada. Não deixe de conhecer a lojinha que fica na saída, onde há lembrancinha de todos os tipos, como mini garrafinhas de pimenta, perfeitas para levar como lembrança de viagem para os amigos. Vale também dar um passeio pelos belos jardins da propriedade, onde além de plantas de todas as espécies, há também animais exóticos e lindos pássaros.

A loja da Tabasco – foto Ana Paula Garrido

Jefferson Island

Outro lugar interessante e misterioso no sul de LouisianaJefferson Island é o local onde reza a lenda, o famoso pirata Jean Laffitte escondeu seus tesouros. A atração imperdível é o Rip Van Winkle Garden. A estrada cercada de centenárias árvores já vale a viagem. No local é possível conhecer a lindíssima e preservada mansão vitoriana construída em 1870, com 22 aposentos, preciosas pinturas e móveis da época, além de um belíssimo e exótico jardim.

Joseph Jefferson Mansion – foto Ana Paula Garrido

 Reserve a hora do almoço para conhecer o restaurante da propriedade. O Café Jefferson serve pratos ótimos em um ambiente charmoso, com mesas no jardim e vista para o lago Peigneur.

O agradável restaurante com vista para o lago – foto Ana Paula Garrido

A curiosa história do lago

Em 1980, uma plataforma de petróleo que se encontrava nos arredores, perfurou um local errado, atingindo uma enorme mina subterrânea de sal que era explorada na região, provocando um desastre incrível. A plataforma virou e em seguida um enorme redemoinho foi formado, sugando para dentro da mina toda a água e absolutamente tudo que estava na superfície, até o total desaparecimento do lago. Alguns dias após o desastre, o canal por onde o Peigneur fluía em direção ao golfo do México, inverteu a direção, criando uma gigantesca cachoeira com a água que vinha do mar, despejando milhões de litros de água salgada, enchendo o lago novamente. Quando as galerias subterrâneas se inundaram por completo, com o enorme volume e pressão da água, várias embarcações e outras coisas que haviam sido tragadas para a mina de sal voltaram à superfície. Pouco tempo depois, o Peigneur, que antes tinha apenas 3 metros de profundidade e era formado por água doce, transformou-se eu um lago de água salgada e quase 400 metros de profundidade, mudando totalmente seu ecossistema. Que história curiosa, não?                

Hospedagem

Acomodação do Hotel Bourbon – foto Ana Paula Garrido

New Orleans é uma cidade com muitas opções de hospedagem e preços que cabem em todos os bolsos. Escolher onde ficar vai depender exclusivamente do tipo de programa que melhor se adapta a você. Para quem gosta de vivenciar a história dos locais visitados, a cadeia de hotéis New Orleans Hotel Collection oferece ótimas opções de hospedagem em prédios históricos e através do site é possível fazer reservas com bons descontos. Também há hotéis boutique e novas propriedades elegantes, luxuosas ou recém reformadas. Algumas opções luxuosas para uma hospedagem ainda mais diferenciada: Four Seasons Hotel New Orleans, Ritz-Carlton, Windsor, Monteleone, Higgins Hotel etc.


Tax Free para turistas estrangeiros

Mais um bom motivo para conhecer a Louisiana – o destino oferece TAX Free para os turistas estrangeiros, ou seja, ao fazer suas compras e guardando as notas fiscais, você recebe o valor dos impostos de volta em dinheiro, mesmo que tenha feito compras no cartão de crédito. Vale lembrar que é preciso apresentar o passaporte na loja no ato da compra. Alguns shoppings e aeroportos possuem postos de troca, mas é importante ficar atento para o horário de funcionamento para não voltar para casa sem trocar as notas! Muito bom, não?

Um destino super alegre – foto Ana Paula Garrido

Já imaginou vivenciar a rica cultura do sul dos Estados Unidos ao ritmo das músicas que fizeram história e de quebra conhecer paisagens belíssimas e lugares incríveis? Especial, divertida, vibrante e cheia de atrações, a Louisiana vai deixar você apaixonado e com vontade de voltar muitas vezes! Eu prometo!

Ana Paula Garrido viajou a convite da Travel South USA para o evento Travel South USA International Showcase com seguro de viagem GTA

2 thoughts on “Louisiana – um guia completo para uma viagem inesquecível

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.